HOME|EDITORIAL|Que venha 2018!
Que venha 2018!
Que venha 2018!

Data: 29/12/2017

É fundamental verificar que o momento não é simpático à gestão do Presidente Pedro Abad. Tanto em relação à imprensa quanto à repercussão nas redes sociais. O mandatário da nossa Instituição está enfrentando as turbulências típicas ao ter que gerir uma empresa em estado falimentar. As coisas pelo seu nome.

E se essa empresa é um clube de futebol, as atitudes tomadas nem sempre serão do agrado de todos. Somente com a verdade dita diretamente aos olhos da nossa torcida poderemos encontrar o viés que tanto necessitamos como clube de massa, de trazer o torcedor Tricolor para o lugar que lhe corresponde: o de ser parceiro. Mas numa relação de duas mãos, de ida e volta.

O Fluminense urge na tradução da proposta da sua transformação. Só assim poderemos chegar a um diapasão de sintonia que permita a tranquilidade para seguir em frente.

O Fluminense não pode ser gerido na base do impulso, nem deve se portar como laboratório de aprendizado para profissionais. As medições dos tempos estão equivocadas. 

O Fluminense necessita se vender de forma mais visível, profissional, sem medos, sem que outros marquem pautas. E essa transformação definitiva só existirá com uma participação mais ampla de todas as bases políticas que tenham a proposição como objetivo para o clube.  A crítica deve ser sempre bem-vinda, com ela se pode crescer. Já a destruição merece o combate árduo, sem lentidão e com mais pujança.

Não podemos permitir que se criem mártires, nem falsos heróis.

Que 2018 traga a luta pela unidade, definitivamente alicerçando a construção da perenidade.  O Fluminense pede paz, inteligência. A reconstrução, através da transparência sobre a terra arrasada, não pode parar.

O Observatório do Fluminense, assim como toda a nossa torcida, advoga por tempos melhores para o Departamento de Futebol do Fluminense.

Que assim seja.

Feliz 2018!

 

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden