HOME|EM FOCO|Eduardo de Moraes|Romarinho... O retrato do Flu em 2017 (por Eduardo de Moraes - “A voz das Laranjeiras”)
  • Eduardo de Moraes
    Eduardo de Moraes
    Eduardo de Moraes é advogado criminal, tricolor de várias gerações, iniciando sua paixão nas arquibancadas das Laranjeiras sempre na companhia do seu saudoso pai, Evaristo de Moraes. Integrante do Flu2050, ocupou, nas gestões anteriores, cargos como Vice-Presidente e Diretor Jurídico.
Ver mais colunas
Distribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e Descartáveis
em foco • Por Eduardo de Moraes • 03 nov 2017
Romarinho... O retrato do Flu em 2017 (por Eduardo de Moraes - “A voz das Laranjeiras”)

2017. O Fluminense de Romarinho.

Nem seria preciso escrever a coluna de hoje. Bastaria o título.

Estamos pagando caro pela falta de ousadia e profissionalismo no futebol.

A desclassificação na Sul-Americana foi dolorosa. Isso porque entramos com raça, vontade, sangue nos olhos, conforme pedimos antes do jogo. Até que, no segundo tempo, o Abel olha para o banco e, talvez na roleta russa, escolheu quem, quem? Uma chance. Sim. Romarinho.

Não vou crucificar o rapaz. Posso até queimar a língua e ele se tornar o novo Messi ano que vem. Mas, em 2017, ele é simplesmente o Romarinho, vindo de um time na oitava divisão do Rio Grande do Norte e foi contratado por supostamente ter feito uma excelente apresentação, na Copa do Brasil, contra nós.

Sim, amigos, não é brincadeira. Esse foi o critério. O Romarinho fez um “partidaço” na Copa do Brasil e os scouts de plantão sugeriram a contratação. Assim, como num passe de mágica, Romarinho saiu do Globo de Natal para o Fla x Flu no Maracanã, quando ganhávamos por 3 x 1. E o resultado todos sabem...

Compreendo a dificuldade financeira. Mas esse mantra (a culpa é do Peter, a culpa é do Peter, a culpa é do Peter) já está batido. Não foi o Peter quem contratou Romarinho, o pesadão e caro Robinho e Lucas. Mas foi o Peter quem comprou Sornoza, o saudoso Richarlison e Henrique Dourado. Vamos deixar de lado isso de culpar o outro.

O fato é que temos o direito de cobrar. As péssimas e parcas contratações vieram do nosso bolso, como sócios que somos do clube. É crítica positiva para o bem maior chamado Fluminense.

Ainda sobre o assunto finanças, nem precisamos sair do Estado do Rio para ter um ótimo exemplo: Botafogo. O clube de General Severiano está todo endividado, estado pré-falimentar, e ainda assim, participa da Libertadores, faz um ótimo Brasileiro e contratou jogadores qualificados e possui um excelente técnico. Qual o nome disso? Inteligência e criatividade no FUTEBOL.

Fora das quatro linhas, Abad está fazendo uma administração muito boa. Colocou os melhores na governança, no marketing, no financeiro, na presidência do Conselho Fiscal e na Vice-Presidência Geral. Pessoas sérias e competentes. A título de sugestão, indicaria o Toninho Nascimento para exercer cargo na comunicação e Raul Raposo para ser o nosso representante na Federação e na CBF. Mas e o futebol?

O Futebol do Fluminense Football Club precisa ser tratado com carinho e com profissionalismo em 2018. Vamos torcer para não cair e renascer ano que vem. Abad é uma pessoa correta e tem o meu crédito. Está procurando acertar apesar dos erros no futebol.

Não vou falar do Fla x Flu. Gostaria, apenas, de exaltar a garra dos jogadores e parabenizar o Abel por ter transmitido a eles o que é ser jogador do Fluminense. Os atletas se empenharam, se dedicaram e honraram essa camisa. Parabéns. Critico, no entanto, colocar Romarinho (e não Wellington Silva), como também tirar o Sornoza (nosso cérebro).

E, por fim, faço um apelo: vamos jogar nessa reta final do Brasileiro com a mesma raça e intensidade. Não podemos cair. A torcida tricolor não merece isso. ST.

Sem tabelinha hoje.

 

 

VOLTAR PARA EM FOCO
Compartilhe
  • Googlemais
comente
marcio Santana - 04/11/2017 às 14h34
Se por causa de uma atuação a gente contrata jogador estamos no apogeu da decadência.
Responder
Jose das Mercês de Souza - Itabira - MG - 03/11/2017 às 22h13
Que tristeza, FLU, nenhuma vitória contra o URUBU em 2017!
Responder
Distribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e Descartáveis
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden