HOME|EM FOCO|Edgard Nascimento Neto|MEMÓRIA TRICOLOR: O Fluminense e a Santa Vitória (por Edgard Nascimento - "Testemunha da história")
  • Edgard Nascimento Neto
    Edgard Nascimento Neto
    Carioca, Engenheiro, Tricolor desde sempre, fã incondicional do futebol. Frequenta os estádios desde 1959, aos cinco anos. De Laranjeiras, para o mundo.
Ver mais colunas
Distribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e Descartáveis
em foco • Por Edgard Nascimento Neto • 16 out 2018
MEMÓRIA TRICOLOR: O Fluminense e a Santa Vitória (por Edgard Nascimento - "Testemunha da história")

Neste dia, há exatamente 35 anos, o Fluminense enfrentou o Volta Redonda, no estádio de São Januário, pelo Campeonato Carioca.

Era um domingo. Eu e três amigos, no carro de um deles, resolvemos ir ao jogo, pois Assis e Washington, ao ajudarem o time a conquistar o primeiro turno da competição, trouxeram esperanças de título para aquele ano de 1983. O segundo turno corria célere.

Fui o último carona a embarcar na Tijuca. Ao contornarmos a Quinta da Boa Vista, seguimos por uma ruela com pouco movimento para cortarmos caminho rumo à rua Fonseca Teles, indo ao Largo da Cancela e daí ao estádio.

Ao entrarmos na pequena rua, qual foi nossa surpresa? Tráfego todo parado.

Estranhamente, não havia buzinaço nem quaisquer outras manifestações. Então, "bateu-me um estalo": o congestionamento era causado pela movimentação em torno da igreja de Santa Edwiges - protetora dos endividados -, na própria rua Fonseca Teles, pois aquele era o dia a ela consagrado. Com o passar do tempo, Celso Azis, grande Tricolor, ponderou:

- Bem que Santa Edwiges poderia fazer o tráfego andar...

Como por encanto, os carros começaram a se movimentar, e logo estávamos chegando ao estacionamento. Apressamos o passo para comprar os ingressos, pois o jogo já iria começar.

Primeira etapa, placar em branco, jogo complicado. Humberto, primo do Celso Azis, comentou:

- Já que a Santa nos ajudou, ela poderia nos dar a vitória!

Ninguém - é lógico - ousou contestar.

Logo no início do segundo tempo, Vânder - recentemente falecido -, que atuou no lugar de Deley neste jogo, fez o único gol da partida e o seu único pelo Fluminense. O time ainda perdeu algumas oportunidades, mas o adversário apresentou combatividade, valorizando a vitória. Ao final, todos nós cantamos a uma só voz:

- Ê, ô, ê, ô, Santa Edwiges é Tricolor...

Com todo o respeito.

 

TOQUE SUTIL: pensamento positivo

Se Santa Edwiges é a protetora dos endividados e o seu nome significa "a Guerreira", bem que ela poderia ajudar o nosso Clube e seu time de guerreiros...

 

 

VOLTAR PARA EM FOCO
Compartilhe
  • Googlemais
comente
Distribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e DescartáveisDistribuidora de Produtos Alimentícios e Descartáveis
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden