HOME|NOTÍCIAS|Como 2007 e 2011 (por João Garcez - blog Terno e Gravatinha)
Debate • Por João Garcez - Blog Terno e Gravatinha • 10 ago 2017
Como 2007 e 2011 (por João Garcez - blog Terno e Gravatinha)

Em duas de suas melhores participações na era dos pontos corridos do Brasileirão, o Fluminense não foi além dos 26 pontos ao fim do primeiro turno, número também atingido em 2017 depois do 0 a 0 em Campinas, quarta à noite.

Entremeado aos anos da conquista do tri e do tetracampeonato, o terceiro lugar em 2011 só foi possível depois de um returno impecável, conquistado simbolicamente pelo Tricolor.

Isto porque naquele ano, em que o time também era dirigido por Abel Braga e contava com jogadores como Deco, Conca (saiu no meio da temporada), Fred e Rafael Sóbis, o estrelado Fluminense somou na primeira metade do campeonato 25 pontos, um a menos do que o jovem time atual.

Com a moral de quem ostentava a Copa do Brasil, o elenco do Flu em 2007, sob a batuta de Renato, já classificado para a Libertadores do ano seguinte, fez turismo no Brasileiro, disputando-o sem pressão. Terminou em quarto, então a melhor colocação do clube em tal sistema de disputa. A equipe que contava com Thiago Silva, Arouca, Thiago Neves e Alex Dias atingiu os mesmos 26 pontos do plantel atual ao fim do turno.

Não se espera da garotada atual arrancada parecida às dos times de 2007 e 2011 no returno deste Brasileiro. Mas ao terminar em nono lugar a primeira metade do Nacional, a apenas dois pontos da zona de classificação para a Libertadores, o jovem time tricolor, bem menos badalado do que aqueles, não apenas atende a uma expectativa da torcida e da diretoria, como iguala (e até supera) desempenho de plantéis bem mais qualificados do Fluminense de outrora.

É tudo uma questão de olhar.

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden