HOME|NOTÍCIAS|Flu bate o Pinheiros no tie-break e sobe para a quinta posição na Superliga
Olímpicos • Fonte: Comunicação FFC - Foto: Ricardo Bufolin / ECP • 01 dez 2017
Flu bate o Pinheiros no tie-break e sobe para a quinta posição na Superliga

Que noite para o Time de Guerreiras. O Fluminense derrotou o Pinheiros na casa das rivais e no tie-break, com parciais de 22x25, 25x21, 24x26, 25x15 e 8x15. Em uma das partidas mais equilibradas da temporada 17/18 da Superliga, as Tricolores mostraram segurança e contaram com o apoio da pequena torcida que compareceu ao Ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo, na noite desta quinta, 30. A quinta vitória seguida deixou a equipe com 16 pontos e na quinta colocação na tabela de classificação.

O Fluminense entrou em quadra muito bem, com a levantadora Giovana abrindo o marcador. Errando pouco, o destaque foi para a ponteira Thaisinha e a central Lara Nobre, no bloqueio e no saque. A líbero Sassá recebeu bem e preparou boas jogadas para a capitã Renatinha, que soltou o braço na rede e pontuou três vezes seguidas. Tudo funcionando bem e novamente Thaisinha ajudou o Flu a se manter na vantagem. Em pouco tempo a equipe fechou a parcial por 25 a 22.

O Pinheiros teve a vantagem durante boa parte do segundo set, mas foi seguido de perto pelo Flu, que retornou com Fernanda substituindo Sassá. Quando a equipe paulista fez 14 a 11, foi a vez do Tricolor pedir tempo. As paulistas voltaram com um saque mais potente, o que dificultava a recepção do Time de Guerreiras. Mais mudanças no Fluminense: na inversão, a oposta Pamela entrou no lugar de Giovana e a levantadora Rafaela substituiu Renatinha. Apesar das alterações, o Pinheiros levou a melhor: 25 a 21.

Com Sassá de volta, o Flu começou bem o terceiro set. Em noite inspirada, a ponteira Michelle chegou aos 11 pontos na partida e deixou tudo igual no placar (12 a 12). Se no segundo set o Pinheiros melhorou o saque, no terceiro foi o bloqueio que deu trabalho para o Fluminense, que perdia por 24 a 21. As rivais tinham o set point, mas Leticia Hage adiou a festa e deixou tudo empatado (24 a 24). Em seguida, Thaisinha virou o jogo e fez 26 a 24.

No início da disputa do quarto set, o Flu abriu três pontos de diferença (6 a 3), mas o Pinheiros logo encostou e fez 7 a 7. Novamente tempo pedido pelo técnico do Flu, que levou um cartão vermelho ao reclamar de um erro claro da arbitragem. As Tricolores se atrapalharam em quadra e as rivais dispararam e fizeram 25 a 15.

No set decisivo, o Flu mostrou que tinha mais time. Renatinha começou o tie-break pontuando para as tricolores e comandou o último e decisivo set. Thaisinha aproveitou todas as chances que teve e brilhou em quadra, encerrando a partida por 15 a 8 e garantindo o Troféu VivaVôlei como a melhor jogadora.

O próximo duelo será contra o SESI-SP, último colocado. A partida acontece no dia 9 de dezembro, às 15h, na Hebraica (RJ). Esta foi a quinta vitória consecutiva das Tricolores, que estrearam bem com vitória sobre o Brasília Vôlei por 3 a 0. Nas rodadas seguintes, vieram as derrotas para o Vôlei Bauru por 3 a 1, Camponesa/Minas e Praia Clube por 3 a 0. Em seguida, o time superou o Vôlei Nestlé por 3 a 2, perdeu por 3 a 0 para o SESC-RJ, venceu o Hinode Barueri pelo mesmo placar, o Renata Valinhos/Country e o São Caetano por 3 a 1.

 

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden