HOME|NOTÍCIAS|Gringo? Que nada! Gaúcho Ibañez explica origem de nome: "Escolhi por marketing"
Futebol • Por Felipe Siqueira - GloboEsporte.com - Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C. • 08 fev 2018
Gringo? Que nada! Gaúcho Ibañez explica origem de nome: "Escolhi por marketing"

Um dos grandes destaques do Fluminense nesta temporada, o zagueiro Roger Ibañez tem chamado atenção pela sua técnica e pelo seu estilo de jogo. Mas se não tivesse atraído os holofotes pelas boas atuações, teria chamado pelo curioso sobrenome.

Começando a ganhar projeção neste ano, o jovem de 19 anos conta que muitas pessoas acham que ele é estrangeiro por causa disso. Em sua primeira coletiva no clube, ele mostrou a mesma desenvoltura que tem exibido nos campos e explicou a origem no sobrenome e a escolha:

- Todo mundo pergunta se sou gringo. Mas sou brasileiro mesmo, natural de Canela. Minha mãe é uruguaia, de Montevidéu. Preferi escolher esse nome por marketing mesmo, chama mais atenção. Mas é só sobrenome mesmo! – contou.

Apesar de ter escolhido “Ibañez” como nome profissional, o zagueiro é chamado pelo primeiro nome, Roger, pelo técnico Abel Braga. O jogador falou sobre sua relação com o treinador, de quem ganhou a primeira oportunidade no profissional e de quem tem recebido muitos elogios.

- Agradeço ao Abel pela oportunidade. O Abel é um paizão. Ele foi o primeiro cara a me dar oportunidade em profissional de clube grande. E só tenho a agradecer a ele por todos os elogios que ele tem me dado. Críticas são sempre bem-vindas – disse.

O Fluminense volta a campo no dia 15 de fevereiro, contra o Salgueiro, pela Copa do Brasil. A partida será realizada no Estádio Nilton Santos.

Confira outros trechos da coletiva:

 

Caminho até o Flu

Comecei há pouco tempo a jogar futebol federado, com 16 anos. Joguei um ano na base do GAO e depois fui para RBS. E depois de lá fui para Sergipe. De lá, voltei para RBS, atuei na terceirona gaúcha e vim para o Fluminense.

 

Bom começo de ano

O ano de 2018 começou muito bem. Graças a Deus tive oportunidade de estrear na Flórida. Fui muito bem. Agora é aproveitar a oportunidade.

 

Titularidade

Surpreender, acho que não. Venho trabalhando desde cedo. Trabalhei forte para isso acontecer. Agradeço ao Abel pela oportunidade.

 

Jogar de zagueiro, sendo volante de origem

Para mim, não mudou muito. É até mais fácil para mim, quando eu jogava de volante, eu pegava a bola de costas, e agora pego de frente.

 

Trabalho nos próximos dias

O foco agora é na Copa do Brasil. O Clube está totalmente unido, totalmente fechado. O clima está muito bom.

 

Saída de medalhões

Para mim, não vejo muita diferença. São nomes de peso, que sempre acolheram o grupo. Mas o grupo está totalmente unido.

 

Treino após cancelamento da atividade de quarta

Foi tudo tranquilo. Não atrapalhou em nada, à tarde fizemos o treino, e foi tudo tranquilo.

 

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden