HOME|NOTÍCIAS|Um modelo de jogo ofensivo, seguro e desfalcado (Blog do Savioli - O'Tricolor)
Artigos • Fonte: Blog do Savioli - O'Tricolor.com • 08 fev 2018
Um modelo de jogo ofensivo, seguro e desfalcado (Blog do Savioli - O'Tricolor)

Amigos, amigas, imagino que a visão de Abel Braga não esteja muito distante do esquema da figura acima. Trata-se de um 3-2-4-1, que podemos simplificar para 3-6-1.

O importante é termos um time que marque o adversário desde a saída de bola, ocupe o seu campo, tenha aproximação entre as linhas e consiga ter uma cobertura segura. Para isso os três homens na linha de zaga.

Olhando a figura acima, peço que o leitor imagine a recomposição defensiva com os alas se alinhando à linha de dois volantes, originando um 3-4-2-1, ou 3-4-3. A primeira linha de marcação ataca a saída de bola, a segunda bloqueia o meio de campo e a terceira faz a cobertura.


Olhando a imagem acima, fica evidente que temos excesso de volantes no elenco (8) e escassez de meias de criação (2). Há, também, escassez de mão de obra para fazer a dupla de meias atacantes, de modo que tive que colocar Luquinhas mais avançado.

Outro ponto é que sempre teremos um ou dois volantes na linha de zaga. No caso da figura acima, podemos inverter Luiz Fernando com Richard. Eu não quero definir quem será titular e quem jogará aonde.

O objetivo é mostrar que Abel Braga caminha nessa direção, embora, talvez, não alimentando o mesmo conceito de jogo. A diferença é bem simples. Abel, ao contrário do que venho propondo, não quer um meia de criação como na figura 1 (Sornoza). Abel quer esse homem como na figura 2, avançado, como Luquinhas.

A minha visão é de que tal esquema com três defensores só vai funcionar se tivermos:

1 - Três zagueiros rápidos no combate e com qualidade na saída de bola.

2 - Dois volantes que sejam os principais articuladores de jogo da equipe, organizando a recomposição defensiva e centralizando a articulação ofensiva.

3 - Dois alas capazes de explorar os lados, bons no 1 contra 1 e que entrem na área para finalizar.

4 - Dois meias atacantes que tenham capacidade de movimentação, entrem na área e participem da criação.

5 - Um centroavante que faça bem o pivô, mas que também saiba abrir espaços para os companheiros de ataque.

6 - Dez homens que participem de todas as ações ofensivas e defensivas, com um posicionamento e transições muito bem treinados.


Tomei a liberdade de repatriar Mascarenhas e Danielzinho, além de antecipar a ressureição de Calazans, já pensando no elenco lá para meados do segundo semestre. Além disso, observem que falta um homem para a última linha de defesa.

Essa figura é importante porque deixa muito claro quais são nossas deficiências. Como Calazans, Danielzinho e Mascarenhas não estão disponíveis e ainda falta um zagueiro, parece que temos que contratar cinco nomes para esse elenco: dois meias de criação, um ala, que pode ser atacante, um zagueiro e um centroavante.

Por que um centroavante?

Não me parece seguro contar com três garotos para a posição. Precisamos de um cara mais cascudo que, no mínimo, dispute a posição com Pedro.

Sendo assim, para não termos que contratar cinco jogadores, a sugestão é que o Fluminense repatrie Danielzinho e Mascarenhas ao final do Campeonato Paulista, pois são jogadores de muita qualidade. Com isso, precisaríamos apenas de um zagueiro, um meia e um centroavante. Poderíamos, assim, investir em peças que venham para fazer a diferença.

Saudações Tricolores!

Compartilhe
  • Googlemais
comente
Fernando Moraes - 09/02/2018 às 00h40
Pablo Dyego, e Calazans, jogavam tanto de atacante como LATERAL.
E Pablo foi o melhor lateral direito que vi jogar em toda a base do Fluminense!
O Flu tem um potencial de ter dois "alas" perfeitos, pois sabem fazer as 3 posições - ataque, meia e defesa - com muito talento. Pablo e Calazans!
Pablo une intensidade, força física e agressividade com excelente nível de aproveitamento nos cruzamentos. Pelo menos era assim quando jogava e se destacava jogando por ali num time que tinha Birobiro, Kennedy, Robert (os dois últimos servindo a seleção) e Scarpa. E só dava ele!
Com o Ayrton se firmando, temos duas ótimas peças para a ala esquerda, com Calazans podendo ir para a meia se necessário. Para a ala direita... se ninguém avisar o Abel desse menino o Pablo, não tem nada que justifique ter 3 zagueiros. O ideal seria treinar o MJunior por ali e ter o Pablo como titular caso ele aceite
Acho excelente a idéia de trazer o Daniel. Mas o Abel não entende esse tipo de jogador, cerebral, visão de jogo, mas sem ser artilheiro. Por isso que Sornosa fica perdido no time e ele preferia o Scarpa chutando de qualquer lugar.
Responder
Flavio Nicolai Chammas - 08/02/2018 às 19h23
Ola Savioli, como é bom falarmos de futebol, já que nos outros lugares só dá politicagem.. Veja , e concordo com vc ,que caminhamos para nos estruturar e com os ajustes/contratações necessárias, dentro das nossas condições financeiras(é primordial pagar em dia), temos um elenco de razoável para bom.
Principalmente se comparamos com os demais times, excetuando-se os porcos paulistas, a mulambada e a raposa (estranho dever muito e contratar tanto, mas são as nuances do Brasil).
Basta trabalharmos muito, e incutir nos jogadores, que a superação em campo, pode e vai nos levar a alcançar bons objetivos.
Obrigado por falar de futebol e da instituição.
saudações tricolores e A BENÇÃO JOÃO DE DEUS.
Responder
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden