HOME|NOTÍCIAS|Classificação ótima, atuação ruim (por Cezar Motta - Sempreflu)
Debate • Cezar Motta - Sempreflu • 05 out 2018
Classificação ótima, atuação ruim (por Cezar Motta - Sempreflu)
Classificação ótima, Atuação Ruim (por Cezar Motta - Sempreflu)

Foi uma atuação fraca, mas que vale ouro para o momento que atravessa o Fluminense. Um encontro da torcida com a nossa camisa, com bastante jovens e crianças no Maracanã.

Foi possível ver também, nas expressões dos jogadores, a disposição de todos em vencer esta Sulamericana, embora o nível técnico de alguns jogadores não ajude, e apesar da falta de salários.

Os problemas são recorrentes. Do meio de campo para a frente, temos apenas Everaldo jogando em nível de time grande, capaz de alguma façanha. Rúnior Sornoza e, principalmente Luciano, são de doer.

Os caras estragam os contra-ataques. Enquanto Sornoza se arrasta lentamente com a bola e não consegue sequer um passe objetivo, é lento, confuso e prefere atrasar o balão, Luciano é lento, pouco inteligente, pesadão e sem habilidade.

E apesar do corpanzil, Luciano é mole e cai-cai, não sabe proteger a bola, não aguenta entrechoques e pouco participa do jogo. Não sabe chutar. Assim vai ficar muito difícil contra times mais fortes, até mesmo contra Bahia e Patético-PR.

Nossos melhores jogadores contra o Cuenca foram aqueles com quem realmente podemos contar: Ibañez, Digão, Ayrton Lucas, Richard (esteve bem melhor) e Everaldo. Leo também tem feito boas partidas, e a queda de qualidade quando entrou o Mateus Norton foi evidente.

Júlio César errou o tempo de bola em uma saída com os pés no segundo tempo, mas é um goleiro confiável e seguro. No primeiro tempo, deu um passe longo com as mãos que deixou Everaldo na cara do gol.

Um problema que o Marcelo Oliveira precisa resolver é a excessiva concentração de jogadas pela esquerda, tal a superioridade técnica e física de Everaldo e Ayrton Lucas sobre os colegas. A direita fica esquecida.

Principalmente sem Gilberto e agora Leo. Um Nacional de Montevidéu, um Patético-PR ou um Bahia certamente vão concentrar a marcação na esquerda do nosso ataque e matar a jogada.

Foi uma vitória importante porque valeu 4 milhões de reais em caixa pela classificação, e pelo reencontro com a torcida. Mas o jogo não nos tranquiliza, o time não mostra evolução tática, está torto. E tem alguns jogadores muito ruins.

Afinal, o adversário tem um nível de terceira divisão brasileira.

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden