HOME|NOTÍCIAS|Momento irregular, dúvidas e desfalque importante: como chega o Nacional para pegar o Flu
Na Mídia • Por Edgard Maciel de Sá e Hector Werlang — GloboEsporte.com - Foto: Reprodução do Instagram • 23 out 2018
Momento irregular, dúvidas e desfalque importante: como chega o Nacional para pegar o Flu

A vitória sobre o Atlético-MG veio em bom momento para o Fluminense. Agora com 40 pontos e ainda faltando oito rodadas, o Tricolor se vê tranquilo na luta para garantir sua permanência na Série A e até começar a pensar na luta por uma vaga no G-6. Ao mesmo tempo, pode focar na Copa Sul-Americana, a prioridade da temporada. Na próxima quarta, o compromisso será contra o Nacional-URU, rival que vem ao Rio de Janeiro em um momento irregular, com dúvidas na escalação e um desfalque importante.

Apesar de ocupar a vice-liderança do Torneio Clausura com 26 pontos, o Nacional vive um momento irregular na competição. Venceu apenas um dos seus últimos cinco jogos (sem contar a vitória por WO sobre o El Tanque Sisley, equipe excluída do torneio por causa de dívidas). Vem de empate por 1 a 1 diante do Peñarol no último sábado. O Defensor, eliminado pelo Flu com facilidade na segunda fase da Sul-Americana, é o quarto colocado.

No geral, somando o Apertura e o Clausura, o Nacional ainda lidera com 81 pontos, um a mais do que o Peñarol. E conta com o artilheiro da competição: Bergessio, com 17 gols.

- Deixamos o clássico para trás e estamos pensando no Fluminense. Vimos coisas do rival, pontos fortes e fracos. O jogo contra o Peñarol nos trouxe desgaste físico, psicológico e emocional. Mas nos recuperamos bem e temos a noção da importância desse jogo, uma competição internacional. Vamos tratar de tentar um bom resultado para podermos decidir em Montevidéu - disse o técnico Alexander Medina.

 

Dúvidas e desfalque

O Nacional entrou na Sul-Americana após cair na fase de grupos da Libertadores. No grupo do Santos, perdeu a segunda vaga para o Estudiantes-ARG por apenas um gol de saldo. Desde então, eliminou Sol de América-PAR e San Lorenzo-ARG.

Contra o Fluminense, Medina não poderá contar com a principal promessa da equipe, o atacante Bryan OCampo, de apenas 19 anos. Titular no clássico do último fim de semana, o jogador está servindo a seleção sub-20 do Uruguai.

A equipe tem ainda duas dúvidas: apesar de terem viajado com a delegação, Alexis Rolin e Sebastián Fernández não têm presença garantida entre os titulares em função de problemas musculares recentes. Fernández, aliás, marcou o gol do Nacional contra o Peñarol.

- O momento do Nacional é incerto. O time cria muito, mas não acerta o gol e também não conta com a sorte. Pode perder por 3 a 1, como ganhar por 3 a 1. É imprevisível - resumiu o jornalista Rafael Castillo, da Radio Universal 970AM do Uruguai.

 

Atacante camaronês no banco

Medina, no entanto, poderá contar com o atacante camaronês Pierre Webó, de 36 anos. Contratado recentemente, ele foi inscrito nas quartas de final da Sul-Americana e começa a partida no banco de reservas. O Nacional deve ir a campo com Conde, Fucile, García, Rolín (Erramuspe) e Espino; Zunino, Romero, Oliva e Castro; Bergessio e Fernández (

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE
Os Woden