HOME|NOTÍCIAS|Com crédito por Sornoza, Flu sonha com Marquinhos Gabriel para maio, mas vinda é difícil
Na Mídia • Por Felipe Siqueira — GloboEsporte.com - Foto: Divulgação/Al Nasr • 07 jan 2019
Com crédito por Sornoza, Flu sonha com Marquinhos Gabriel para maio, mas vinda é difícil

O Fluminense não conseguiu trazer Marquinhos Gabriel no começo da temporada, mas ainda sonha em contar com o meia-atacante, que pertence ao Corinthians e está emprestado ao Al-Nasr, em maio, quando se encerra a liga dos Emirados Árabes.

Conversas recentes entre os dois clubes sobre a liberação do jogador ainda no 1º semestre reacenderam a esperança do Flu em ter o atleta. A decisão final, porém, dependerá da vontade de Marquinhos Gabriel. E pessoas próximas a ele classificam como muito improvável a ida para as Laranjeiras.

A pendente transação ainda é parte da venda de Sornoza ao Timão. Mas caso o jogador não venha para o Rio de Janeiro, o Flu não ficará de mãos abanando - terá direito a um crédito.

Para entender como o clube carioca seria recompensado, é preciso detalhar a venda de Sornoza ao Corinthians. A ida do camisa 10 tricolor para o Timão envolveu o pagamento de uma quantia específica mais os empréstimos de Marquinhos Gabriel e Moisés até o fim do ano, com os salários pagos pelo clube paulista.

No caso da não vinda de um ou dos dois jogadores, o Tricolor teria direito a um valor extra já pré-determinado no contrato - uma espécie de crédito. A costura deste acordo foi um dos motivos a atrasar o anúncio oficial de Sonroza, que deve ocorrer em breve.

Caso Marquinhos Gabriel não venha em maio, o Tricolor planeja utilizar o crédito referente a ele para procurar um outro jogador no mercado. O Flu, inclusive, já utilizou o crédito relativo à não vinda de Moisés para comprar 30% de Marlon do Criciúma, adquirindo o atleta em definitivo.

O nome de Marquinhos Gabriel agrada ao técnico Fernando Diniz. A possível vinda do meia não afeta o interesse do Tricolor em Nenê, do São Paulo.

Apesar de o entorno do atleta considerar a possibilidade difícil, há esperanças no Fluminense em que o jogador se convença a seguir para o clube. Na época da venda de Sornoza, o diretor de futebol Paulo Angioni conversou por telefone com o meia, com quem trabalhou no Bahia em 2013, e disse ter recebido uma sinalização positiva. Na ocasião, o negócio não foi concretizado porque o Al-Nasr se recusou em liberar o atleta de forma antecipada.

Em meio a isso, houve também a oferta do Grêmio, considerada mais atrativa pelo jogador. Neste caso, o Corinthians só emprestaria o atleta caso o clube gaúcho arcasse com o salário integral, visto que já teria de arcar com um custo extra com a não ida do atleta para o Flu. Marquinhos Gabriel tem contrato com o clube paulista até 31 de julho de 2020 e está emprestado ao Al Nasr até 30 de junho de 2019.

Compartilhe
  • Googlemais
comente
©2017 OBSERVATÓRIO DO FLUMINENSE